Inteligência Artificial na gestão de infraestrutura de TI

infraestrutura de TI

A Inteligência Artificial (IA) vem revolucionando vários setores e o gerenciamento da infraestrutura de TI não é exceção. Com a integração da IA, as empresas podem agora agilizar as suas operações, aumentar a eficiência e reduzir custos, automatizando tarefas rotineiras, reduzindo erros manuais e melhorando o desempenho do sistema.

Essa tendência até já tem um nome, cunhado pelo Gartner: AIOps ou Inteligência Artificial para Operações de TI, que é a aplicação de recursos de Inteligência Artificial (IA), como processamento de linguagem natural e modelos de aprendizado de máquina, para automatizar e agilizar o gerenciamento da infraestrutura de TI e fluxos de trabalho operacionais.

Segundo os analistas do Gartner, AIOps é a aplicação de aprendizado de máquina (ML) e ciência de dados a problemas de operações de TI. As plataformas AIOps combinam big data e funcionalidades de ML para aprimorar e substituir parcialmente todas as funções primárias de operações de TI, incluindo monitoramento de disponibilidade e desempenho, correlação e análise de eventos e gerenciamento e automação de serviços de TI. As plataformas AIOps consomem e analisam o volume, a variedade e a velocidade cada vez maiores dos dados gerados pela TI e os apresentam de forma útil.

O Gartner prevê que o uso exclusivo de AIOps e ferramentas de monitoramento de experiência digital por grandes empresas para monitorar aplicativos e infraestrutura de TI aumentará de 5% em 2018 para 30% em 2023.

Vantagens da gestão da infraestrutura de TI aprimorada por IA

Uma das principais vantagens do gerenciamento da infraestrutura de TI aprimorada por IA é a capacidade de automatizar tarefas rotineiras. Tradicionalmente, os profissionais de TI despendem uma quantidade significativa de tempo em tarefas repetitivas, como monitoramento de sistemas, gerenciamento de patches e solução de problemas. No entanto, com a IA, estas tarefas podem ser automatizadas, liberando tempo valioso para as equipes de TI se concentrarem em iniciativas mais estratégicas.

Além disso, a IA pode analisar grandes volumes de dados em tempo real, permitindo que as empresas tomem decisões baseadas em dados. Ao aproveitar algoritmos de aprendizado de máquina, a IA pode identificar padrões e anomalias nos dados, fornecendo informações valiosas sobre o desempenho do sistema e possíveis problemas. Esta abordagem proativa permite que as empresas resolvam os problemas antes que eles se agravem, minimizando o tempo de inatividade e melhorando a confiabilidade geral da infraestrutura de TI.

A IA também impulsiona o planejamento da carga de trabalho que será enviada à infraestrutura de TI. Com a capacidade de analisar dados históricos e prever a demanda futura, a IA pode ajudar as equipes de TI a otimizar a alocação de recursos. Ao prever com precisão a demanda por capacidade de computação, armazenamento e largura de banda de rede, as organizações podem evitar o provisionamento excessivo ou insuficiente de recursos, levando à economia de custos e ao melhor desempenho.

Monitoramento inteligente na infraestrutura de TI

E as vantagens vão além: as soluções de IA oferecem recursos avançados de monitoramento de redes e sistemas para fornecer inteligência em tempo real e, com visibilidade completa de todas as relações e interdependências das áreas, tanto no local como na nuvem, é possível reduzir a complexidade dos processos de negócios, garantindo assim uma melhor tomada de decisões.

A adoção da IA também pode melhorar as medidas de segurança ao detectar e mitigar potenciais ameaças. Com a crescente sofisticação dos ataques cibernéticos, as empresas precisam de medidas de segurança robustas para proteger a sua infraestrutura de TI. A IA pode analisar o tráfego de rede, identificar atividades suspeitas e responder em tempo real para evitar violações de segurança. Ao aprender continuamente com as novas ameaças e ao adaptar os seus algoritmos, a IA pode ficar um passo à frente dos cibercriminosos, proporcionando às empresas uma defesa proativa contra ameaças emergentes.

E, também, existe a previsão de que a IA revolucionará o gerenciamento de armazenamento. A tecnologia é capaz de aprender padrões de E/S e ciclos de vida de dados, otimizando assim o armazenamento de forma inteligente. Analistas acreditam que a IA poderia avisar preventivamente sobre uma falha no sistema de armazenamento, dando assim aos usuários tempo suficiente para fazer backup de dados importantes e substituir o hardware dentro do prazo.

Será que teremos uma infraestrutura de TI orientada por IA?

Agora, um exercício de futurologia: já existem ferramentas de gestão da infraestrutura de TI aprimorada por IA e acredita-se que, em algum momento, a IA será capaz de gerenciar e manter ativamente todo o sistema, estudando tendências de demanda, prevendo requisitos e implantando recursos como e quando necessário.

Embora a tecnologia ainda esteja evoluindo, previsões indicam que, no futuro, a IA será capaz de gerir e manter ativamente todo o sistema. Esse seria o mais alto nível de automação e é chamado de gerenciamento de infraestrutura de TI orientado por IA ou definido por IA.

Mas, por enquanto, estamos no início do modelo de gestão da infraestrutura de TI aprimorada por IA, que requer planejamento cuidadoso, colaboração e foco na qualidade dos dados. Ao seguir as melhores práticas, como avaliar a atual infraestrutura, definir objetivos claros, investir nas tecnologias certas e envolver as partes interessadas, as organizações podem aproveitar a IA para agilizar as suas operações de TI e aumentar a eficiência.

Com a abordagem certa, o gerenciamento da infraestrutura de TI aprimorado por IA pode abrir caminho para uma organização mais ágil e resiliente na era digital. Vamos juntos entender essas novas possibilidades? Entre em contato com Faiston.