Como Cloud Computing pode transformar a sua empresa?

A transformação promovida pela Cloud Computing tem se tornado parte integral da vida cotidiana e dos negócios, mudando a forma como as coisas funcionam. Neste texto, explicaremos o universo da nuvem, abordando sua definição, propósito, origens, aplicações, vantagens, relevância em setores específicos, obstáculos, estatísticas globais e brasileiras, as últimas aplicações e tendências para o futuro.

O que é Cloud Computing?

Cloud Computing, a famosa nuvem, refere-se a um modelo de prestação de serviços de tecnologia da informação que permite o acesso a recursos computacionais, como servidores, redes, bancos de dados e software, de forma flexível e sob demanda, geralmente via internet.

Em vez de possuir e manter fisicamente esses recursos, as organizações podem alugar ou usar serviços em nuvem de provedores especializados. A partir da internet, o Cloud Computing permite o acesso remoto às informações e sistemas da empresa sem necessidade de download.

Quais os tipos de Cloud Computing?

As nuvens podem ser divididas em públicas, privadas e híbridas.

Públicas: ambiente comum para todos os usuários, a partir do servidor, em que o provedor do serviço é que se responsabiliza pela hospedagem e disponibiliza via internet. Empresas podem compartilhar a infraestrutura de dados por meio de uma nuvem pública: por ser compartilhável, ganha em escalabilidade. Por outro lado, se quiserem ainda mais segurança e privacidade, podem optar por uma nuvem privada, pensada especificamente para as demandas da empresa em si.

Privadas: aqui, apenas usuários autorizados têm permissão a partir de mecanismos intranet ou Data Center. É necessária uma integração com infraestrutura física e equipe de TI qualificada. O mecanismo é personalizado para atender às demandas específicas da empresa ou setor, com arquitetura exclusiva do Data Center.

Híbrida: como o próprio nome sugere, é o mecanismo de mesclar recursos físicos e virtuais, permitindo a mobilidade de dados entre as duas nuvens.

Podemos concluir que é mais fácil garantir a elasticidade com a nuvem pública, mas também é possível atualizar as especificidades da nuvem privada, mantendo os pacotes adequados às novas necessidades da empresa. Além disso, é possível migrar de um formato de nuvem para outro.

O que é Multicloud?

Estratégia de TI que envolve o uso de múltiplas plataformas de computação em nuvem simultaneamente para atender às necessidades de uma empresa. Em outras palavras, em vez de depender exclusivamente de um único provedor de serviços em nuvem, as empresas optam por usar várias nuvens públicas e/ou privadas de forma integrada.

Para que serve Cloud Computing?

Evoluir e revolucionar os negócios. Essa é uma das transformações Cloud, alinhadas à missão Faiston de promover o melhor de TI para as empresas. A tecnologia Cloud vem para fornecer recursos computacionais sob demanda, escaláveis e flexíveis, permitindo às empresas e indivíduos acessar infraestrutura de TI de alta qualidade, armazenamento e serviços de software.

Alto investimento em hardware caro e recursos humanos especializados? Esqueça! Basta alugar a infraestrutura necessária, já que os serviços de Cloud são contratados sob demanda e hospedados ou gerenciados por provedores especializados, podendo ser modificados a partir das necessidades da empresa. Isso promove a eficiência, agilidade e economia de custos que os empreendimentos tanto almejam, sem perder, é claro, na qualidade do desempenho da entrega.

Como surgiu o Cloud Computing?

A transformação digital de hoje tem início nos anos 1960 com estudiosos como J.C.R. Licklider e John McCarthy, que começaram a desenvolver as conexões que, lá na frente, seriam o que conhecemos hoje como Cloud.

Já em 1997, Ramnath Chellappa cunhou o termo “computação em nuvem”, dando força para que a ideia moderna de Cloud Computing pudesse se desenvolver com mais força na década de 2000, com empresas como Amazon, Google e Salesforce lançando serviços de nuvem pública. A virtualização, a proliferação da banda larga e a necessidade de escalabilidade impulsionaram essa evolução.

Hoje em dia não dá mais para imaginar empresas que sejam referências em entrega e qualidade sem pensar em Cloud: a conexão veio para ficar! Como a sua empresa tem operado em Cloud Computing?

Como aplicar na rotina da empresa?

A computação em nuvem é parte estruturante do dia a dia das empresas. Quer ver como? Pense nas planilhas utilizadas cotidianamente, ou nos documentos de texto acessados remotamente, sem que seja necessária a instalação de pacotes em cada máquina de um ambiente fixo. Agora lembre-se dos logins de acesso, que garantem um trabalho remoto com segurança digital. Quer mais? Pense no monitoramento constante de dados e na organização prática dos recursos, que tornam o dia a dia mais simplificado, menos custoso e as equipes mais focadas e com melhores resultados.

Esses softwares simples já são exemplos de Cloud. Suas aplicações são diversas e incluem hospedagem de sites, armazenamento de dados, desenvolvimento de software, análise de dados, aprendizado de máquina, IoT (Internet das Coisas) e muito mais. Empresas podem executar aplicativos, armazenar informações e executar análises em um ambiente virtual seguro, com muito mais escalabilidade.

Vantagens da computação em nuvem

Uma pesquisa produzida pela Gartner revelou que empresas que investem em engenharia de software garantem 53% de melhora nos resultados de produtividade do funcionário. Já quando o assunto é a atração e retenção de clientes, o uso de tecnologia traz resultados 37% mais satisfatórios.

O investimento em cloud é um pacote básico que todos os negócios precisam ter e que incluem:

  1. Escalabilidade:

A capacidade de dimensionar recursos rapidamente é um dos benefícios mais marcantes da computação em nuvem. Isso evita a necessidade de investir antecipadamente em hardware custosos e permite atender a picos de demanda sem problemas.

  1. Redução de custos e acesso remoto com segurança:

A nuvem elimina a necessidade de adquirir, manter e atualizar infraestrutura física. Isso reduz os gastos com hardware, energia, refrigeração e manutenção. Além disso, o modelo de pagamento por uso permite que as empresas invistam apenas em recursos personalizados às suas necessidades.

A solução pode fornecer, por exemplo, login e senhas específicas para permitir o acesso, além de criptografar os dados e contar com mecanismos firewall como antivírus. Além disso, uma empresa pode contar com a junção de Cloud e NOC (Network Operations Center) e o SOC (Security Operations Center): centrais de operação que permitem tanto o bom funcionamento da rede quanto a prevenção de ataques virtuais. Assim, garante-se a praticidade do acesso sem perder em confiabilidade e proteção!

  1. Agilidade e competitividade:

Sem tempo a perder e com a tecnologia a favor, a computação em nuvem permite o rápido provisionamento de recursos, acelerando o desenvolvimento e a implantação de aplicativos. Isso é fundamental para empresas que desejam inovar e lançar novos produtos no mercado rapidamente. Mais do que isso, a nuvem confere aplicativos mais resistentes a falhas e interrupções, o que reduz o tempo de inatividade.

  1. Atualizações e Manutenção Simplificadas:

Contar com provedores de serviços em nuvem permite que a atualização e a manutenção sejam, em grande parte, realizadas remotamente. Empresas como a Faiston contam, ainda, com uma rede de operadores físicos à disposição para solucionar rapidamente questões de microinformática, cabeamento, networking e telecom, servidores e VSAT.

  1. Segurança de Dados:

Provedores de serviços em nuvem investem pesadamente em medidas de segurança, como criptografia, autenticação e autorização, atuando tanto na prevenção de problemas quanto na rápida solução. Isso torna a nuvem uma opção segura para o armazenamento e processamento de dados sensíveis.

A segurança envolve, também, backups mais eficientes, já que a nuvem facilita a implementação de soluções de recuperação de desastres, garantindo a segurança e a disponibilidade dos dados em caso de falhas ou incidentes. Além disso, como tudo é virtual, não se precisa investir pesadamente em tempo útil da infraestrutura, apenas em manutenções de segurança para evitar ataques cibernéticos e novos desenhos de sistemas, caso a necessidade da empresa mude.

Importância da Cloud Computing para os setores: Varejo, Indústrias, Bancos, Hospitais e Laboratórios

Seja qual for o setor da sua empresa, é preciso se destacar em tecnologia, contando com os recursos necessários para transformar desafios em oportunidades. Veja como a infraestrutura Cloud em TI pode apoiar diferentes áreas:

Cloud Computing no varejo

Trilhões de reais. Esse é o montante que empresas deixam de lucrar ao não investir em tecnologia. Isso porque, sem os recursos digitais, os negócios ficam à mercê do chamado abandono de pesquisa, ou seja, quando o cliente deixa de comprar ou interagir com a marca. De acordo com um estudo global realizado pela consultoria The Harris Poll, a pedido do Google Cloud, varejistas deixam de ganhar mais de R$1,6 trilhão no Brasil a cada ano por conta disso.

Os benefícios para o varejo são:

Gerenciamento de Estoque: Lojas de varejo podem usar soluções em nuvem para gerenciar seu estoque de forma eficiente, monitorando as vendas em tempo real e prevendo a demanda futura. Isso evita a falta de produtos e a sobrecompra, o que em curto, médio e longo prazo trazem diferenças significativas não só para a receita da empresa como para a experiência do cliente.

Experiência do Cliente: A nuvem permite que as empresas de varejo criem experiências de compra personalizadas, rastreando as preferências dos clientes e oferecendo recomendações individualizadas. Isso pode ser alcançado com o uso de análise de dados em tempo real. Além disso, com o gerenciamento de estoque rastreado com mais eficiência, é possível evitar oferecer produtos que não estejam disponíveis, diminuindo a incidência de demora na entrega ou cancelamento de compras, o que frustra os consumidores e prejudica a fidelização.

Comércio Eletrônico: A hospedagem de sites de comércio eletrônico na nuvem garante alta disponibilidade, escalabilidade e segurança. As lojas online podem lidar com picos de tráfego durante promoções e eventos especiais. Black Friday, Natal e mês do consumidor sem capacidade de entrega? Não mais! Faça testes de acesso e garanta que o nome da sua empresa seja sempre lembrado em datas como essas.

Monitoramento de Lojas: Câmeras de segurança baseadas em nuvem oferecem monitoramento em tempo real e armazenamento de vídeos na nuvem, o que melhora a segurança das lojas.

Análise de Dados de Vendas: A análise de dados em nuvem ajuda o varejo a entender as tendências de compra, o comportamento do cliente e a eficácia das estratégias de marketing. São esses insights valiosos que garantem os próximos passos com mais inteligência e direcionamento.

Saiba como melhorar o desempenho do seu e-commerce!

Computação em nuvem para Indústrias

Otimização, automação, gestão conectada, robôs, Internet das Coisas (IOT). Esses são alguns dos caminhos que fazem da indústria muito melhor com Cloud. De acordo com pesquisa do IBGE em 2022, 73,6% das indústrias brasileiras utilizam a nuvem como ferramenta tecnológica. Saiba como a sua empresa pode usufruir do recurso:

Automação de Processos de Manufatura: A nuvem suporta a automação de processos de fabricação, permitindo a integração de máquinas, sensores e sistemas de controle. Muito mais eficiência e conexão entre os setores e produtos.

Manutenção Preditiva: Sensores conectados à nuvem coletam dados em tempo real de máquinas e equipamentos, permitindo a manutenção preditiva para evitar falhas inesperadas e prejuízos.

Análise de Dados para Otimização: As indústrias podem usar análise de dados em nuvem para otimizar operações, melhorando a eficiência da produção e reduzindo custos.

Colaboração Global: Com a colaboração na nuvem, equipes de diferentes locais podem trabalhar juntas em projetos, compartilhando documentos e informações de maneira eficiente. Expandir fronteiras e conectar bons parceiros comerciais? A hora é agora.

Veja como a indústria esta se revolucionando!

Cloud para bancos

Em 2022, o setor bancário investiu R$35 bilhões em tecnologia, de acordo com pesquisa feita pela Deloitte com a Febraban. E o foco não para por aí: cerca de R$45,1 bilhões é o valor estimado para 2023, de acordo com a 1ª etapa da Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2023. O volume expressivo reflete o quanto o setor busca inovação, segurança e fidelização dos clientes. Veja como Cloud se ajusta aos bancos:

Serviços Bancários Online: A nuvem possibilita serviços bancários online seguros, como verificação de saldo, transferências e pagamento de contas.

Análise de Riscos: Os bancos podem usar análise de dados em nuvem para avaliar riscos de empréstimos, investimentos e transações financeiras.

Detecção de Fraudes: Soluções em nuvem podem identificar padrões de atividades suspeitas e proteger os clientes contra fraudes.

Atendimento ao Cliente: Chatbots e assistentes virtuais baseados em nuvem podem fornecer suporte ao cliente 24/7, melhorando a satisfação do cliente.

Veja como a nuvem funciona para o setor financeiro!

Cloud Computing em hospitais e laboratórios:

Mais de 30% dos hospitais brasileiros não contam com o suporte tecnológico de um sistema informatizado capaz de gerenciar informações de pacientes e rotina administrativa, de acordo com a Associação Brasileira CIO Saúde (ABCIS). Essa é uma área em expansão para Cloud Coumputing, que pode tornar a medicina brasileira muito mais inovadora e o dia a dia das instituições médicas muito mais prático e organizado.

Prontuários em papel, dados que se perdem, erros médicos por falha humana? Tudo isso tem como ser revisto a partir da tecnologia. E não só: pesquisadores do Hospital Sírio-Libanês revelaram que a tecnologia Cloud aliada à IA e a smartwatches podem reduzir o tempo de uma remoção e intervenção médica no caso de um infarto de quatro horas para apenas uma hora.

Veja mais benefícios na área:

Registros Médicos Eletrônicos: A nuvem permite o armazenamento seguro e o acesso a registros médicos eletrônicos de pacientes, facilitando o compartilhamento de informações entre profissionais de saúde.

Análise de Dados de Saúde: A análise de dados de pacientes na nuvem ajuda na identificação de tendências de saúde e melhora a tomada de decisões médicas.

Telemedicina: Hospitais podem oferecer consultas e monitoramento remoto de pacientes por meio de plataformas em nuvem, tornando a assistência médica mais acessível.

Pesquisa em Saúde: Laboratórios e instituições de pesquisa podem usar a nuvem para processar grandes conjuntos de dados e executar simulações para avanços médicos.

Veja 8 desafios para a área da saúde!

Cloud Computing desempenha um papel vital na transformação digital de diferentes setores, proporcionando eficiência, escalabilidade, segurança e inovação.

Obstáculos e desafios para implantação da nuvem

Custos, prazos, objetivos em transição. Segurança de dados, conformidade regulatória, desconhecimento de parceiros de infraestrutura em TI. Esses são alguns dos desafios quando se pensa na implementação de um sistema Cloud. Mas, calma: a empresa não precisa migrar todos os programas e serviços para a nuvem de uma só vez. É possível personalizar os objetivos e, pouco a pouco, concluir toda a transformação digital esperada.

Dentre os pontos para ficar de olho durante a transição encontram-se:

  1. Segurança de Dados:

Não basta apenas migrar as informações, é preciso proteção de dados sensíveis e conformidade regulatória. Armazenar dados críticos e confidenciais na nuvem pode levantar preocupações quanto à segurança e privacidade. As empresas precisam garantir que medidas de segurança adequadas estejam em vigor, como criptografia de dados e controle de acesso, bem como adequação à LGPD, preservando-se dos ataques maliciosos de malwares.

  1. Migração de Sistemas:
    As empresas precisam garantir que seus aplicativos e dados existentes possam funcionar de maneira eficaz na nova infraestrutura, bem como ajudar a equipe para as novas operações de trabalho e mudança na cultura organizacional. É preciso, também, investir na atualização do novo sistema e prevenir falhas a partir do monitoramento constante.

Superar esses desafios requer um planejamento cuidadoso, envolvimento de todas as partes interessadas, treinamento adequado e parcerias estratégicas com provedores de serviços em nuvem confiáveis. Quando implementada corretamente, a nuvem pode oferecer benefícios substanciais às empresas, mas é importante abordar esses desafios de forma proativa.

  1. Estatísticas no mundo (investimento em Cloud)

De acordo com o relatório “Intelligent World 2030”, produzido pela Huawei, a inteligência artificial (IA) deverá aumentar 500 vezes o seu poder de computação até o fim de 2029. Já quando se trata dos valores gastos em serviços cloud no mundo, um estudo realizado pela Statista indicou que para 2023 o número esperado era de US$ 591,79 bilhões.

Um setor com tanto retorno assim é mais do que um indicativo de que querem se destacar no mercado precisam estar alinhadas com Cloud Computing, ainda mais porque, de acordo com a Gartner, até o ano de 2025 é esperado que pelo menos 85% das companhias estejam adequadas à computação em nuvem. A sua empresa já faz parte desses índices ou ainda precisa se remodelar ao cenário mais inovador?

  1. Estatísticas no Brasil (investimento em Cloud)

Liderança em multicloud. Esse é o destaque brasileiro nos rankings e cenários Cloud mundo afora, de acordo com pesquisa realizada pelo ECI – Enterprise Cloud Index.

Já de acordocom o WIPO Global Innovation Index, que mede quais países mais investem em inovação, o Brasil representa o segundo lugar da América Latina, com índice de 32,5%, atrás apenas do Chile, que pontua 34%. Já um dado da Gartner mostrou que o Brasil é responsável por 40% de todo o investimento atual em Cloud na América Latina. O que não faltam são chances para a sua empresa integrar o time das brasileiras inovadoras em Cloud! Como está o planejamento para esse passo?

  1. Últimas aplicações em Cloud Computing (lançamentos recentes de soluções que utilizam Cloud)

Saúde e ESG. Esses são alguns dos destaques para se manter atento em relação à tecnologia Cloud. Na saúde, já não é mais novidade o tanto de novo olhar que a pandemia trouxe para a telemedicina, mas a sequência de inovações no setor é um tema para não passar batido.

O uso de Cloud Computing é referência em análise de imagens médicas e diagnóstico de doenças, melhorando a precisão e a eficiência dos tratamentos. Além disso, o setor de entretenimento tem adotado a nuvem para oferecer streaming de alta qualidade e jogos mais realísticos.

Em ESG, também após a pandemia, a tendência de ser mais sustentável se intensificou, gerando um diferencial significativo para as empresas: os consumidores optam por empresas eticamente mais responsáveis. Buscar parceiros de energia renovável, gerando menos emissão de carbono é uma das aplicações Cloud em ESG: um estudo realizado pela Accenture revelou que essa adaptação dos servidores pode reduzir a emissão de 59 milhões de toneladas de dióxido de carbono anualmente. A medida tem até um nome específico: Cloud Sustainability.

Outra aplicação recente em Cloud e ESG é a busca por provedores de nuvem que possuam iniciativas de diversidade e inclusão, o que contribui para uma sociedade mais igualitária e justa.

Veja nosso case ESG em parceria com a Evolv!

Tendências em Cloud para os próximos anos

Inovações se somam, complementam e alcançam resultados muito mais satisfatórios. As tendências futuras em Cloud Computing incluem sua junção a outras ferramentas. Para maior otimização, a relação com a Inteligência Artificial, por exemplo, é um time e tanto. Mais do que isso, a crescente adoção de Edge Computing ao setor é cenário de redução de latências e melhora do desempenho dos serviços baseados na nuvem, especialmente para aplicativos que exigem processamento em tempo real ou análise de dados. A tendência é que Cloud siga em aprimoramento contínuo das soluções de segurança em nuvem para proteger dados sensíveis. A nuvem está aqui para ficar e continuará moldando o mundo da tecnologia e dos negócios.

A sua empresa pode fazer parte dessa realidade: conte com a Faiston!

Como funciona a solução Cloud da Faiston?

Com a Faiston, a transformação digital é completa: nuvem pública e privada, soluções integradas, gerenciamento, monitoração e serviços especializados de suporte. Tenha à sua disposição o melhor da computação em nuvem, que, através dos principais provedores de Cloud Computing do mundo, é capaz de entregar soluções integradas, com gerenciamento, monitoração e suporte. Conte com nosso suporte em:

Avaliação e Planejamento: Trabalharemos com você para entender suas necessidades específicas e criar um plano personalizado de migração para a nuvem.

Implementação e Migração: Nossa equipe experiente cuidará da implementação e migração de seus sistemas e dados para a nuvem de forma eficiente.

Gerenciamento Contínuo: Após a migração, oferecemos serviços de gerenciamento contínuo para garantir que seus sistemas na nuvem funcionem de maneira otimizada, com monitoramento constante, cibersegurança e equipe gerenciada para atender às demandas.

Treinamento e Suporte: Oferecemos treinamento para sua equipe e suporte contínuo para garantir que você aproveite ao máximo sua infraestrutura na nuvem.

Diferenciais Faiston:

  • Monitoramento 24×7;
  • Gerenciamento e suporte de redes;
  • Configuração e gerenciamento de firewall em nuvem pública ou privada;
  • Backup center.

Fale com o especialista!