A importância de adotar a digitalização da Saúde

digitalização da Saúde

A tecnologia e a medicina estão cada vez mais interligadas, e a digitalização da Saúde conecta desde dispositivos médicos e robótica até a telemedicina e a análise preditiva de dados, acelerando a inovação nos cuidados dos pacientes. Seja em laboratórios, atendimento odontológico, atendimento domiciliar, saúde mental, consultórios médicos ou hospitais, os profissionais de saúde querem aproveitar a tecnologia para promover qualidade, segurança e agilidade no atendimento ao paciente.

Todos os atores desse ecossistema estão aproveitando os benefícios proporcionados pela digitalização da Saúde, com acesso mais rápido aos serviços, diagnósticos mais assertivos, maior envolvimento dos pacientes e redução dos custos de cuidados de saúde.

Mas para alcançar estes benefícios é preciso adotar uma abordagem holística, que considere a jornada do paciente em todo o sistema de saúde, para além dos muros de qualquer organização ou consultório médico.

E muitas organizações ainda estão lutando para colher todos os benefícios da digitalização da Saúde, e o relatório do Gartner “2024 Tech Trends in Healthcare” aponta que:

  • 42% dos compradores de software de organizações globais de saúde afirmam que a aceitação e o treinamento da equipe são o desafio número um que enfrentam ao planejar investimentos em novo software.
  • A maioria das organizações de saúde leva de 3 a 6 meses para comprar um novo software: 92% dos compradores de software médico iniciam o processo de seleção de fornecedores criando uma lista de 3 a 5 fornecedores, e 59%, na maioria das vezes, acabam selecionando um fornecedor de sua lista inicial.
  • Avaliações de clientes (36%) e testes de produtos (32%) são as principais fontes de informação para compradores de serviços de saúde ao pesquisar listas de fornecedores.
  • A segurança de TI é um dos investimentos de software mais importantes para as organizações de saúde.

Como a digitalização da Saúde vai melhorar a prestação de serviços

Em todo o mundo, os sistemas de saúde enfrentam grandes desafios, com custos recordes e uma grave escassez de mão de obra. Globalmente, a OMS (Organização Mundial de Saúde) estima um déficit de 10 milhões de profissionais de Saúde até 2030. Isto ocorre no exato momento em que a procura por cuidados médicos está crescendo, assim como as desigualdades sociais, e mais da metade da população mundial, cerca de 4 bilhões de pessoas, ainda não tem acesso a serviços essenciais de saúde.

Para que o esforço de digitalização da Saúde seja dimensionado e aborde essas questões, a colaboração entre os stakeholders no setor é essencial. Para acelerar ainda mais este impacto com esforços colaborativos, o Centro de Saúde e Cuidados de Saúde do Fórum Econômico Mundial e o Boston Consulting Group lançaram a “Iniciativa de Transformação Digital dos Cuidados de Saúde” para facilitar o envolvimento público-privado na saúde e nos dados digitais.

Com base nas interações com mais de 80 líderes multissetoriais em saúde e tecnologia e percepções reveladas no relatório “Insights Transforming Healthcare: Navigating Digital Health with a Value-Driven Approach”, o Fórum aponta os cinco principais facilitadores que devem estar em vigor para uma eficaz jornada rumo à digitalização da Saúde:

Liberte o valor dos dados: aproveite dados totalmente padronizados e interoperáveis que podem ser compartilhados em todo o processo de atendimento, oferecendo, ao mesmo tempo, os mais altos níveis de segurança de dados.

Integre tecnologia e análise: crie um prontuário médico de cada paciente vinculado a dados clínicos, operacionais e de resultados de alta qualidade, garanta fácil integração com infraestrutura tecnológica e construa plataformas que suportem análises de IA.

Garanta financiamento e alinhe incentivos: invista em infraestruturas e soluções de forma sustentada, com incentivos baseados em valor para permitir a adoção e colaboração digitais.

Crie regulamentos e políticas: desenvolva regulamentos e políticas digitais que apoiem o uso ético dos dados e acompanhem a evolução das tecnologias (especialmente IA e IA generativa).

Forneça cuidados de saúde híbridos: contrate talentos digitais, encontre parceiros, melhore as competências da força de trabalho, estabeleça capacidades de implementação e desenvolva soluções centradas no usuário para proporcionar melhor resultado aos pacientes, tanto presencial como virtualmente.

Colaboração é fundamental

Para equilibrar as demandas dos pacientes, o potencial de mercado e a conformidade com as políticas, é fundamental haver a colaboração entre todos os players, redefinindo o ecossistema da saúde.

A convergência dos especialistas em Ciências da Vida, tecnologia, seguros e muitos outros, exige o compartilhamento de dados interoperáveis e plataformas abertas e pode, em última análise, otimizar a eficiência, reduzir os custos globais, acelerar a centralização do atendimento ao paciente e resultar em melhores cuidados e resultados globais. A capacidade de trabalhar de forma colaborativa entre diversos setores está remodelando a forma de se aproximar do mercado e capturar valor no setor de Saúde.

Para que as soluções de digitalização da Saúde se integrem aos sistemas e tenham um impacto transformador, é preciso contar com parceiros que possuam as ferramentas e capacidades para desbloquear a transformação digital.

Investimentos na digitalização da Saúde têm valor comprovado

As transformações tecnológicas são complexas, multifacetadas e dinâmicas. Para estarem convencidos de que o investimento considerável na digitalização da Saúde trará retorno, os líderes precisam de um roadmap e de uma estrutura para um ambiente de execução confiável. Isto oferece a capacidade de articular com fluência o valor das tecnologias digitais para o futuro da organização. No entanto, o que torna uma jornada de transformação digital verdadeiramente bem-sucedida é se concentrar nas pessoas.

Tradicionais modelos para redução de custos, como lay-offs, não são suficientes para garantir a sustentabilidade do setor de Saúde. Em vez disso, as organizações médicas devem transformar-se com a aquisição de novas capacidades, relacionamentos e competências, e as melhores empresas estão investindo na digitalização da Saúde, que permite adotar novos modelos de negócios e enfrentar os desafios de demanda e custos crescentes.

A jornada de digitalização da Saúde e de automatização dos sistemas é um caminho sem volta, e oferece um potencial impressionante de melhoria nos resultados operacionais e na saúde do paciente.

Por isso, é fundamental investir na digitalização da Saúde, com a oferta de telemedicina, uma visão integrada do paciente, agilidade nos processos e, ao final, uma maior oferta de serviços, com um custo reduzido e mais eficiência, tanto nos setores público quanto privado.

Na Faiston, contamos com especialistas capazes de entender as demandas do setor, avaliando a melhor infraestrutura de TI e soluções que vão entregar maior eficiência e garantir uma jornada sem atrito da digitalização da Saúde.

Entre em contato e saiba mais sobre a nossa oferta de Serviços Gerenciados.