Saiba como usar a nuvem para melhorar o desempenho de seu e-commerce

Depois de saltar 29,8% entre 2020 e 2021, o e-commerce brasileiro estabilizou o desempenho no mesmo nível alcançado no pico. Em 2022, alcançou um faturamento de R$ 262 bilhões, crescimento de 1,6% ante os R$ 258,5 bilhões do ano anterior, segundo levantamento da Nielsen|Ebit.

Foi natural que as empresas migrassem para as plataformas online durante o período de restrição de atividades presenciais no auge da pandemia. Mas a manutenção do hábito indica que os consumidores, cada dia mais exigentes, se mostraram no geral satisfeitos com a experiência.

O varejo, em especial, aprendeu a conciliar soluções que entregam o melhor serviço para cada consumidor, em cada momento de sua jornada. Ele tem condições de, por exemplo, comprar um produto pelo site da marca, ainda dentro do espaço físico da loja, onde pôde observar um exemplar de perto, mas não encontrou a cor desejada. Ou então fazer a compra online, mas retirar no local.

No entanto, a oportunidade carrega consigo um desafio. Num cenário em que o acesso ao e-commerce está disseminado, todo o setor disputa espaços no ambiente digital.

Como se diferenciar da concorrência?     

Parte dos diferenciais está nas estratégias de comunicação, que precisam ser eficientes, diretas e instigantes, de forma a garantir o melhor acesso, seja via ferramentas de busca ou utilizando as redes sociais. Este é o primeiro passo para atrair consumidores. O seguinte é garantir o suporte tecnológico necessário para sustentar a jornada do cliente até o fim.

A plataforma de e-commerce precisa ser estável, segura e escalável, já que a concorrência é acirrada e pode ocupar esses espaços. Utilizar serviços em nuvem representa uma estratégia importante para garantir que o suporte tecnológico sustente o e-commerce, especialmente em momentos de pico de demanda, como em vésperas de Dia das Mães, Dia dos Pais, Black Friday e Natal, por exemplo.

Quais os benefícios da nuvem para o varejo?

Além de garantir escalabilidade, ajustando os custos ao retorno em vendas, os serviços em nuvem também asseguram que todas as informações que o consumidor buscar estejam disponíveis com agilidade.

Em outras palavras, o cliente consegue carregar as páginas de um site com maior velocidade, assim não      corre o risco de ver o sistema cair na hora de completar uma transação – um problema que pode levar o carrinho de compras a ser abandonado e a relação de confiança com a marca ficar abalada.

E mais: a nuvem reduz os custos iniciais de implementação de um e-commerce           e      disponibiliza uma série de soluções em cybersegurança, atualizadas de acordo com o avanço das estratégias dos criminosos.

Como a Faiston pode ajudar?

Com experiência no mercado e uma equipe altamente qualificada gerenciando cada uma das demandas dos clientes, a Faiston apoia a jornada para a nuvem em três aspectos: atua na gestão do ambiente on premisse, garantindo a segurança e a estabilidade do espaço virtual de trabalho.

Também contribui para a prevenção de dados e sistemas, assim como com a recuperação de eventuais danos – uma equipe de 3.000      parceiros homologados atua de forma coesa para garantir o acesso ao atendimento em qualquer ponto do país.

Além disso, a Faiston trabalha para realizar a migração parcial ou total para cloud pública ou privada. Dessa forma, libera o varejista para fazer o que entende melhor: vender.

Fale com um especialista!